Resenha: F*ck Love {Tarryn Fisher}

by - janeiro 15, 2018

.

A primeira vez que li Fuck Love achei uma história completamente sem sentido no inicio. E até pensei que talvez fosse porque eu estava lendo em inglês, mas agora, tendo a oportunidade de ler traduzido eu pude perceber que o problema não era meu nível no outro idioma... Esse é realmente um livro confuso nas primeiras páginas, até um pouco "doido" na verdade, logo nos primeiros capítulos eu achei o sonho da protagonista meio desnecessário, mas com o andar da carruagem vamos percebendo que as coisas se encaixam bem e formam um enredo super instigante. 


Helena é o tipo de garota reservada, tanto nos estudos, trabalho, como na vida social. Ela não tem muitos amigos, as pessoas mais próximas que ela tem são seu namorado, Neil, sua melhor amiga Della. Kit é o namorado de Della, e totalmente o oposto de Helena, simpático, divertido, confiante, ela nunca imaginou que pudesse se apaixonar por um cara assim, principalmente por ele. 

Mas um dia ela tem um sonho... Um sonho completamente maluco. Ela e Kit estão juntos, felizes, construíram uma vida confortável e tem um futuro juntos pela frente. Quando ela acorda se sente atordoada, foi tudo muito estranho e principalmente real. Mas ela não poderia estar realmente apaixonada por ele... Poderia?

Fuck Love tinha tudo para ser mais um romance Clichê, mas não foi.
A autora Tarryn Fisher conseguiu pegar um tema bem "rodado", a famosa história da garota que se apaixona pelo namorado da melhor amiga, e transformou em uma trama bem desenvolvida sobre autoconhecimento e amor próprio

Helena se tornou uma das minhas personagens .preferidas, ela tem sentimentos muito reais, e é incrivelmente doloroso acompanhar toda a sua jornada. Desde admitir que esta apaixonada, até o momento que ela decide lutar por esse amor. Já Kit, foi um dos personagens que menos gostei, extremamente indeciso, ele não conseguia ter opinião própria, e mesmo sabendo dos sentimentos que nutria por Helena, continuou em cima do muro. Acho que no final das contas, ela era muita areia para o caminhão dele. Se eu pudesse alterar a história, deixaria ela livre e faria com que ele convivesse o resto da vida com as consequências de suas escolhas.

No mais, acredito que Fuck Love cumpriu seu papel como New Adult, a carga de drama foi colocada na medida certa, fazendo com que o leitor se sinta dentro de cada página. Os personagens são muito bem construídos, tão reais como se pode ser.  A autora tem uma escrita envolvente e instigante, que faz com que os capítulos voem rapidamente. Minha única ressalva (porque eu sou chata às vezes) é que Helena poderia ter sido mais... Ela era uma personagem que muito potencial, mas que foi condicionada a ser pouco mais que uma garota indecisa sobre sua melhor amiga ou o amor de sua vida. Acredito que o final poderia ter sido melhor. Porem, isso não muda o fato principal: O livro é ótimo, e eu recomendo para todos que gostam de uma história fora dos padrões de romance, e que foge dos clichês.

.FUCK LOVE                                         AUTOR(A): TERRYN FISHER            EDITORA: FARO EDITORIAL                 NOTA:                            Helena Conway se apaixonou. Contra sua vontade. Perdidamente. Mas não sem motivo  Kit Isley é o oposto dela – desencanado, espontâneo, alguém diferente de todos os homens que conheceu. Ele parece o seu complemento. Poderia ser tão perfeito... se Kit não fosse o namorado da sua melhor amiga. Helena deve desafiar seu coração, fazer a coisa certa e pensar nos outros. Mas ela não o faz... 'Tentar se afastar da pessoa amada é como tentar se afogar. Você decide fugir da vida, pulando na água, mas vai contra a natureza não buscar o ar. Seu corpo clama por oxigênio; sua mente insiste que você precisa de ar. Então você acaba subindo à superfície, arfando, incapaz de negar a si mesma essa necessidade básica de ar. De amor. De desejo ardente.' Você pode pensar que já viu histórias parecidas, mas nunca tão genuínas como essa. Tarryn, a escritora apaixonada por personagens reais, heroínas imperfeitas, mais uma vez entrega algo forte, pulsante, que nos faz sofrer mas também nos vicia. Depois dela, todas as outras histórias começam a parecer como contos de fadas. Se você não quer se viciar, não leia a primeira página.

Você posde gostar também:

4 comentários

  1. AMEI sua resenha, bastante intrigante, vc descreveu a história muito bem, apesar de eu não gostar muito desse tipo de livro sua resenha me fez querer ler esse livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é ótimo. Acredito que você va gostar :)

      Excluir
  2. Eu também li em inglês quando saiu e na época não gostei. Mas não conseguia lembrar de nada na história. Lembro que não gostei só por causa da nota que gravei no skoob. Depois pedi a Faro e quando reli gostei bastante da história. Tem suas ressalvas, mas no geral é bem legal.

    Seu blog tá lindoooooooo.

    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Seu blog é um amorzinho, já passei por aqui. Hahahah.
    Muito boa sua resenha, parabéns!
    Massa que você lê livros em inglês, adotei essa prática mas comecei com um livro bem básico. Hahahah.
    www.freakandcreepy.com

    ResponderExcluir