Posts Recentes

O que Rupi Kaur nos ensina em seus livros

8 de setembro de 2018




É fato que 2017 foi um ano maravilhoso para leituras, conheci autores incríveis e li livros maravilhosos, e dentre tantos acertos eu descobri a Rupi Kaur por meio do instagram. Foi amor à primeira página, cada capítulo parecia mais encantador que o outro, e por isso resolvi compartilhar com vocês nesse post tudo de bom que eu absorvi dessas leituras.

Duvido muito que uma mulher que tenha lido algum de seus livros não tenha se identificado com tais palavras. A autora fala sobre o amor, o  verdadeiro e também sobre relacionamentos abusivos e a maneira como esse tipo de relação influência na autoestima de uma mulher. Seu primeiro livro "Milk and Honey" foi traduzido pela editora planeta com o título "Outros jeitos de usar a boca", que eu achei genial diga-se de passagem. O livro é divido em quatro partes: DOR, AMOR, RUPTURA, CURA. 

DOR.

"toda vez que você 
diz pra sua filha
que briga com ela
por amor
você a ensina a confudir
raiva com carinho
o que parece uma boa ideia
até que ela cresce
confiando em homens violentos
porque eles são tão parecidos
com você"

AMOR

"não quero ter você 
para preencher minhas partes vazias
quero ser plena sozinha
quero ser tão completa
que podeia iluminar a cidade
e só ai
quero ter você
porque nós dois juntos
botamos fogo em tudo"

RUPTURA

"eu tinha que ir embora eu estava cansada
de deixar que você me fizesse sentir
qualquer coisa
menos inteira"

CURA

"você conseguiu chegar ao fim com meu coração nas mãos. obrigada por chegar aqui a salvo, por ter cuidado com o que há de mais delicado em mim. sente-se. respire, deve estar cansado. me deixe beijar suas mãos. seus olhos devem estar precisando de alguma coisa doce. te mando toda a minha doçura. eu não iria a lugar algum e não seria nada se não fosse por você. você me ajudou a me tornar a mulher que eu queria ser, mas tinha medo de ser"


De cada parte do livro eu escolhi um poema que melhor representa cada estágio descrito por Rupi, mas se eu pudesse, confesso que colocaria todos os poemas nesse post de tão incrível que é a escrita dessa mulher.

O segundo livro lançado aqui no Brasil é o "The sun and her flowers", também traduzido pela planeta com o título "O que o sol faz com as flores", que foi dividido em MURCHAR, CAIR, ENRAIZAR E CRESCER.




E alguns dos pontos que mais chamaram minha atenção foram relacionados a nós mulheres e a forma como tratamos umas as outras.


SORORIDADE


Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum.

Rupi nos ensina que o corpo das outras mulheres não são um campo de batalha, e aquela clássica frase de post no facebook passa a fazer muito sentido, "a ex do seu atual não é sua inimiga". E entender isso é algo muito necessário no nosso cenário atual, uma sociedade machismo  não precisa de mulheres contra mulheres.


AUTOCONFIANÇA


Aprendemos que sim, nós podemos fazer qualquer coisa, independente do que os outros digam. Rupi nos mostra aqui o quão somos fortes, inteligentes e decididas e que JAMAIS devemos permitir que alguém diga o contrário.


AMOR PRÓPRIO


Acho que o principal ponto dos livros da autora é a questão do autoconhecimento, de aprendermos a olhar no espelho e falar "você é incrível", porque é mesmo. Aprendemos a nos querer bem acima de tudo, a aceitar apenas o que esteja no nosso nível.


AMOR


Ah o amor, Rupi descreve muito bem os relaciomanentos de hoje em dia. A exaustão de estar ao lado de alguém que entoxica nossa vida. Ela nos mostra que NUNCA, JAMAIS, em hipótese  alguma devemos  aceitar algo que machuque e nos faça sofrer. Porque o amor de verdade é bom, carinhoso e não cria feridas, ele cura.

Eu poderia escrever um tcc sobre esses livros e de como eles acrescentaram na minha trajetória como feminista e de como mudaram a concepção que eu tinha de mim mesma. Acredito que todos deveriam ler algum de seus poemas pelo menos uma vez na vida, garotas principalmente. E olhando para o mundo ao meu redor, eu me sinto imensamente feliz ao ver como as mulheres estão dominando todas as esferas da sociedade e quebrando estereótipos. Isso não tem preço.

No mais, gostaria de acrescentar o quão poética e profunda é a escrita desta mulher. Suas emoções e experiencias foram relatadas em cada página com muita emoção e profundidade, é uma experiencia que vale a pena, sem sombra de dúvidas.





Sobre as obras:






..Outros jeitos de usar a boca é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia e que também assina as ilustrações presentes neste volume , o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.










..
"O que o sol faz com as flores" é uma coletânea de poemas sobre crescimento e cura. Ancestralidade e honrar as raízes. Expatriação e o amadurecimento até encontrar um lar dentro de você. Organizado em cinco capítulos e ilustrado por Rupi Kaur, o livro percorre uma jornada dividida em murchar, cair, enraizar, crescer, florescer. Uma celebração do amor em todas as suas formas. 












SOBRE A AUTORA


Rupi Kaur (Panjabe5 de outubro de 1992) é uma poetisa feminista contemporânea, escritora e artista da palavra falada. Ela é popularmente conhecida como Instapoet pela atenção que ela ganha online com seus poemas no Instagram. Ela publicou um livro de poesia e prosa intitulado "milk and honey" (Outros jeitos de usar a boca, no Brasil) em 2015. O livro aborda os temas violência, abuso, amor, perda e feminilidade 
Comentários
1 Comentários

Um comentário :

  1. Ainda não conhecia esses livros, mas vou procurar sobre eles na Saraiva

    ResponderExcluir