Posts Recentes

Bird Box: Uma belíssima metáfora sobre a vida (Netflix)

25 de dezembro de 2018



EU QUERIA DIZER QUE EU ESTOU MUUUUUUUITO FELIZ COM ESSE FILME! AAAAH <3


Desculpe-me o excesso de emoção, mas eu não aguentei, haha, eu estava tão, mais tão ansiosa por esse filme que vocês não tem ideia. Sou completante apaixonada por Caixa de Pássaros, livro do autor Josh Malerman, que deu origem ao filme e que é um dos meus suspenses favoritos da vida. E logo quando a Netflix anunciou que iriai adaptar a história eu surtei, foi tanta alegria que eu não sabia explicar, logo em seguida veio aquele tipico medo de quem ama livros, pois, as adaptações nem sempre atingem nossas expectativas. Então, quando o filme saiu, eu corri para assistir, levando todas as minhas expectativas bem do meu lado. E para minha grata surpresa, elas foram atendidas.

E antes de falar um pouco sobre o filme, vou deixar a sinopse do livro aqui abaixo, que também se aplica ao filme, tá?



Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.“Malerman usa a narrativa alusiva para criar um thriller fascinante que os fãs de Stephen King vão adorar.”Publishers Weekly“Deve ser lido de uma só vez. Ninguém ainda havia escrito uma história de terror como essa.”Hugh Howey, autor de SiloBest seller VEJA








Ah, e antes de mais nada, isso não é uma critica, tá? É um post de uma pessoa completamente apaixonada pela história, que talvez já tenha assistido ao filme 4 vezes, haha.

Bird Box é uma trama que causa arrepios, seja o livro, seja o filme. O mundo pós-apocalíptico criado por Josh Malerman aborda a natureza humana em todas as suas formas, desde a compaixão, passando pela empatia, até chegar ao egoismo, e inevitavelmente... o medo da morte.

A protagonista é interpretada pela vencedora do Oscar  Sandra Bullock, que por sinal esta impecável como Malorie

Com um enredo ambicioso a diretora  Susanne Bier projeta nas telas um suspense de cerrar os punhos, e apesar das comparações com Um Lugar Silencioso (que é maravilhoso, diga-se de passagem), acredito que as obras não tem muito em comum, mesmo ambas tratando da sobrevivência por meio de algum dos "sentidos" do corpo humano. 

Pra mim, como leitora do livro, acredito que Bird Box é mais que uma trama pós-apocaliptística, é uma narrativa sobre os sentimentos humanos em sua pior forma. Gosto desse tipo de livro/filme, pois, podemos enxergar como as pessoas podem passar de vilões a mocinhos e vice-versa em questão de minutos. É a fragilidade humana abordada de uma maneira bastante singular.

O filme tem seus pontos fracos e confesso que esperava um pouco mais, mesmo assim, terminei de ver o filme com um sentimento de gratidão a senhora Netflix por ter nos presenteado com a "forma" de um dos melhores livros que já li na vida. 

Além de tudo, se você parar um pouquinho para analisar as entrelinhas, vai perceber os significados atribuídos até as pequenas coisas. Acredito que muita gente se pergunte o que são as "coisas", como pode alguém olhar para algo assim e suicidar-se? Acredito que exista muito mais nesse quesito do que a "personificação" de algo físico. 

O que leva uma pessoa a suicidar-se? Medo, angustia, depressão, saudade... acho que a "coisa" seja algo nesse sentido. É um palpite ousado, eu sei, mas nada é mais perigoso para o ser humano do que a própria mente.

O livro/filme também aborda a parte dolorosa da maternidade, e não digo apenas dores físicas na hora do parto. Malorie claramente não quer ser mãe, ela é uma pessoa com problemas para interagir socialmente, algo que fica nítido nas paginas do livro e na atuação da Sandra no filme. A trama desenvolve de forma muito forte e ao mesmo tempo até singela o sentimento de maternidade dela por seus filhos, vê-los constantemente como seres indefesos e que precisam de cuidado fez com que ela começasse a desenvolver traços de empatia e passasse a se comunicar um pouco melhor após isso.

As vendas são outro ponto que me chamaram atenção, o que poderiam simbolizar? 
E acredito que são muito próximas a ideia de convivência em família e sobre a maternidade também. São coisas paras as quais jamais estaremos prontos, não importa o quanto pratiquemos, a convivência em grupo sera sempre "um tiro no escuro".

E para mim, o que vem a ser a metáfora mais bonita são os pássaros. Do meu ponto de vista eles simbolizam as crianças. Na cena em que Malorie sai para procurar suprimentos e encontra uma gaiola com os bichos, ela pergunta como eles foram capazes de sobreviver e afirma que tiveram muita sorte, assim como ela! A força da protagonista e o instinto de sobrevivência nasceram das crianças, que desde o inicio simbolizam o sopro de vida e de esperança em meio ao caos. 

No mais, o livro é um retrato sobre a fragilidade de viver nos dias atuais, onde nós somos nossos próprios monstros! 













Comentários
5 Comentários

5 comentários :

  1. Olá amore, deixei na minha lista para assistir mas não dava muita coisa para ele, porem lendo sua resenha puder ver que é muito bom, e irei assistir hoje :). Acredito que nenhum filme traga realmente como é nos livros, sempre acabado tendo seus pontos fracos né

    ResponderExcluir
  2. Eu já li tanta resenha desse livro e sempre fiquei curiosa para saber mais sobre a história. Quando descobri que ia sair o filme, fiquei animada para poder conferir a história. Ainda não parei para assistir mas em breve vou fazer isso hehe.
    beijos,

    Amanda
    www.amandasoldi.com

    ResponderExcluir
  3. Anda tudo a falar nesse thriller !! Ando super curiosa para ver!
    beijinhos

    Rafaela Borges || InstaGram || KnightLaand

    ResponderExcluir
  4. Eu assisti o filme e li o livro. admito que senti falta de muitas coisas que tinha no livro e o filme ficou bom até, mas pra ficar bom, eles mudaram bastante coisa, o que me incomodou. Mas foi uma boa experiencia e de uma forma geral valeu a pena. Não posso dizer que concordo com a sua explicação, mas tudo é válido.
    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Parece ser um excelente filme! Já vi muita conteúdo sobre ele e definitivamente vou ver

    ResponderExcluir